5 práticas simples que previnem as doenças do coração

5 práticas simples que previnem as doenças do coração

Quando falamos de doenças e como elas afetam as condições de vida das pessoas, a primeira palavra que vem à mente é prevenção. E isso faz muito sentido, visto que a maioria das doenças graves poderiam ser evitadas caso o paciente adotasse medidas simples no estilo de vida. E com um dos principais órgãos do nosso corpo, o coração, não é diferente. Por isso, preparamos 5 práticas simples que previnem as doenças do coração.

Mas antes das nossas dicas de prevenção, saiba quais são as principais doenças cardiovasculares. São elas:

  • Hipertensão: é popularmente conhecida como pressão alta e atinge principalmente pessoas idosas, mas estão cada vez mais comum em pessoas mais jovens.
  • Infarto agudo do miocárdio: é a interrupção do fluxo sanguíneo, causando o ataque cardíaco.
  • Angina do peito: desconforto no peito causado quando o músculo cardíaco não recebe oxigênio suficiente.
  • Arritmias cardíacas: alterações no ritmo das batidas do coração, podem acelerar ou ficar lentas ou simplesmente fora do ritmo normal.

Vale ressaltar que essas doenças são as mais comuns e em sua maioria estão ligadas à falta de prevenção, ou seja, as pessoas não necessariamente nascem com ela. Agora que você já conhece as doenças mais comuns, saiba como se prevenir. Confira nossas dicas:

1. Exercícios físicos ajudam na saúde do coração

Praticar exercícios físicos pode ajudar a manter a saúde do coração.

Todo mundo sabe que a prática regular de exercícios físicos é um dos mais eficazes meios de prevenir doenças. E quando o assunto envolve a saúde do coração, não é diferente. Ele é um órgão que nunca para, e o sedentarismo é um dos principais inimigos do bom funcionamento dele. Por isso, adotar o hábito de se exercitar é essencial para a sua saúde. Uma caminhada leve, de 30 minutos por dia, 5 vezes por semana, é um ótimo começo. Não esqueça que antes disso é preciso consultar um médico para saber se você está em condições de praticar exercícios.

2. Boa alimentação reduz os riscos

É importante se manter longe do excesso de sal, da gordura animal, dos enlatados e dos condimentos processados. Eles são ricos em gordura saturada, aquela que, a longo prazo, causam entupimento de veias e artérias, e que no futuro pode causar infarto e AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Por isso, consuma bastante frutas, grãos e hortaliças de origem orgânica. Elas são excelentes fontes de vitaminas que reduzem a absorção das gorduras saturadas. Então, não esqueça de adotar essa medida simples e saudável.

Você também pode gostar de ler:
Aqui estão alguns alimentos que fazem mal para o seu coração

3. Não use drogas! Elas são um perigo para sua saúde

O uso de drogas em geral mexem diretamente com o bom funcionamento do coração. Uma das mais comuns como a maconha, por exemplo, altera, dentre outras coisas, a percepção, o comprometimento da capacidade mental, taquicardia e aumento da pressão arterial. Mas não esqueça que as drogas liberadas como álcool, se consumida com muita frequência e em quantidades elevadas, também aumenta os riscos de desenvolver problemas no coração.

4. Evite estresses diários

Fique atento aos riscos da vida moderna à saúde do seu coração.

Pois é, o estresse está ligado às doenças do coração e à hipertensão arterial. Isso porque as preocupações do dia a dia e a ansiedade alteram o ritmo do batimento do órgão, fazendo com que a saúde dele piore ao longo do tempo. Embora os estudos sobre essa hipótese ainda estejam gerando resultados, nunca é de mais se prevenir, não é mesmo? O melhor mesmo é evitar ao máximo se expor às preocupações diárias.

5. Exames regulares previnem doenças do coração

Por causa da rotina intensa de trabalho e afazeres, algumas pessoas acabam se descuidando dos exames médicos básicos e só lembram deles quando sentem alguma coisa estranha no corpo. Mas não espere isso acontecer para procurar um médico. Faça um check-up no intervalo máximo de dois anos. Você não vai correr o risco de ser pego de surpresa, não é?

Este conteúdo ajudou você? Baixe gratuitamente o nosso guia “Cuidados com o coração: conheça as doenças cardiovasculares mais comuns e saiba como preveni-las”.

Leave a Reply

Your email address will not be published.