O que é o autoexame da mama e por que ele é importante?

O que é o autoexame da mama e por que ele é importante?

O câncer de mama é uma doença que atinge inúmeras pessoas e pode até levar à morte. Mais do que nunca, prevenir, ter meios para descobrir e tratar o problema precocemente é indispensável. A obesidade, o número elevado de ciclos menstruais e a herança genética estão entre os principais fatores que estimulam o surgimento desta doença.

Nessa situação, o autoexame da mama exerce função fundamental na prevenção e identificação de sinais que podem desenvolver o problema. Nós, do Hospital Santa Júlia, vamos mostrar para você por que é preciso se autoexaminar com frequência e mostrar como fazer isso da maneira correta. Vamos lá?

A importância de conhecer o próprio corpo

autoexame-mamas
Médicos alertam para a importância de conhecer o próprio corpo.

Através do toque é possível identificar aspectos relevantes do seu corpo e com as mamas não é diferente. O autoexame da mama é a maneira mais popular para detectar o câncer que se desenvolve nesta região, embora nem sempre a doença seja detectada com o apalpar os seios. Durante esta prática, é essencial examinar também as axilas e as fossas claviculares (região que fica acima do seio).

Leia também:
Como as consultas periódicas podem evitar doenças?
5 doenças que podem ser diagnosticadas com exame de sangue

Qual é o objetivo do autoexame da mama?

A finalidade de se autoexaminar é justamente que a mulher conheça detalhadamente a sua mama para que seja capaz de identificar possíveis alterações como nódulos, saída de secreção pelos mamilos, mudanças da cor da pele, etc.

A partir dos 21 anos de idade, é recomendado que todas as mulheres façam, uma vez por mês, o autoexame da mama. Ah, e existe um período ideal para isso: sete dias após o início da menstruação, assim, as mamas estão mais flácidas e indolores.

Técnicas para realizar o autoexame

tecnicas-autoexame
O autoexame é fundamental para detectar nódulos e anormalidades nas mamas.

O autoexame de mama é bem simples e pode ser realizado em várias posições. Estão são as técnicas mais comuns:

  • Em frente ao espelho: posicionada em frente ao espelho, observe os dois seios primeiramente com os braços caídos. Coloque as mãos na cintura e faça força, depois, posicione-as atrás da cabeça e analise o tamanho, posição e forma do mamilo. Pressione levemente e veja se há saída de secreção.
  • Em pé: levante o seu braço esquerdo e o apoie sobre a cabeça. Estique a mão direita e examine a mama esquerda. Use a ponta dos dedos (e não as unhas) para analisar lentamente cada parte do local. Faça movimentos circulares de cima para baixo e repita o procedimento na outra mama. Esta técnica pode ser utilizada durante o banho.
  • Deitada: coloque o braço esquerdo na nuca e uma toalha debaixo do ombro esquerdo para ser mais confortável. Apalpe a mama esquerda com a mão direita, fazendo leves pressões. Faça o mesmo com as axilas.

Baixe GRATUITAMENTE o nosso guia:
Cuidados com o coração: conheça as doenças cardiovasculares mais comuns e saiba como preveni-las.

Ao menor sinal de alterações, procure ajuda médica
O ginecologista é o especialista que pode diagnosticar e identificar quaisquer doenças relacionadas à mama. A mamografia é um importante exame indicado para alguns casos e que pode ser muito eficiente. Não deixe para depois aquilo que você pode descobrir e tratar de maneira precoce.

Agora que você já sabe a importância do autoexame da mama e de procurar ajuda médica quando identificados os sinais, já pode agendar o exame ou uma consulta com um ginecologista diretamente pelo nosso WhatsApp.

Leave a Reply

Your email address will not be published.